Calculadora Aposentadoria Com as Novas Regras da Previdência!

calculadora para aposentadoria: como saber quanto tempo falta para se aposentar

Calculadora Aposentadoria

 

Quanto tempo falta para você se aposentar com as novas regras da Previdência? Se você não sabe essa resposta, uma boa opção é usar uma calculadora aposentadoria

 

Esse tipo de ferramenta vai permitir que você faça simulações de acordo com o seu tempo de contribuição e idade, verificando quais são as suas possibilidades para se aposentar.

 

Ficou interessado? Então continue lendo este artigo!

 

Vamos explicar um passo a passo de como utilizar uma calculadora de aposentadoria e ainda te mostrar como calcular o valor do seu benefício. Confira!

 

 

Calculadora Aposentadoria: Como Fazer Uma Simulação Passo a Passo? Passo a Passo de como usar o Simulador

 

A primeira etapa para conseguir calcular a aposentadoria pela nova regra é ter conhecimento sobre a sua situação.

 

Além de informar gênero e idade, você precisará ter em mãos dados relacionados ao seu período de contribuição.

 

É necessário comunicar tanto o período total, como as possíveis alternativas que têm uma contagem diferenciada.

 

Entram, por exemplo, tempo em atividade rural, em atividade especial e como aluno aprendiz.

 

A reunião desses dados é a parte mais complicada. Depois, basta você acessar um simulador como o da CMP Prev e inserir os dados solicitados. 

 

O uso da calculadora aposentadoria é bem simples e rápido, gerando como resultado as principais alternativas que você poderá optar para a aposentadoria conforme sua condição.

 

Como São Contadas as Contribuições para Aposentadoria?

 

A contribuição é um dos principais requisitos em grande parte dos benefícios previdenciários e uma das maiores preocupações daqueles que buscam a sua aposentadoria.

 

Por isso, é importante que você entenda como calcular tempo de contribuição.

 

Antes da Reforma da Previdência, que entrou em vigência em novembro de 2019, esse tempo era contado de data a data.

 

Vamos supor o exemplo de Manuel. Ele começou o emprego no dia 10/05/2019, mas infelizmente a empresa acabou tendo dificuldades e precisou demiti-lo no dia 20/05/2019. 

 

Como aconteceu antes da reforma, a contribuição do Manuel será contada por data, o que significa que ele terá 10 dias de tempo de contribuição. 

 

No entanto, a nova legislação mudou essa contagem. Agora, o tempo é calculado por mês.

 

No caso do Manuel, se o novo cálculo estivesse valendo, ele teria um mês cheio de tempo de contribuição, mesmo só trabalhando por 10 dias. 

 

Vamos supor também que o Manuel entrou em um novo emprego no dia 20/05/2020, já com as novas regras da previdência, e acabou sendo demitido no dia 05/06/2020.

 

Nesse cenário, ele teria dois meses de tempo de contribuição, mesmo só trabalhando cinco dias em um deles. 

 

Então não importa se você trabalhou somente um dia ou durante todo o mês, o novo cálculo de tempo de contribuição sempre levará em conta o mês cheio – o que, surpreendentemente, é positivo para o segurado. 

 

Quanto Tempo de Contribuição Preciso Para Cada Tipo de Aposentadoria?

 

 calculadora de aposentadoria por contribuição

 

Você deve saber que existem diversas modalidades de aposentadoria. Por causa das especificidades de cada profissão, é possível ter requisitos bastante diferenciados. 

 

No nosso site, temos um espaço especial onde você pode conferir todos os tipos de aposentadorias e entender o que é necessário para cada uma delas para fazer o cálculo de aposentadoria.

 

Porém, as principais aposentadorias válidas de maneira geral após a Reforma da Previdência são a aposentadoria por idade, a aposentadoria especial e a aposentadoria do servidor público. 

 

Na regra geral, considerada uma aposentadoria por idade, é preciso ter:65 anos de idade, se homem, e 62, se mulher, e 180 meses de carência.

 

O tempo de contribuição exigido nessa modalidade é de 20 anos para eles e de 15 anos para elas.

 

A aposentadoria especial, que é uma opção para profissionais expostos a agentes nocivos à saúde e à insalubridade durante seu trabalho, exige 60 anos de idade e 25 de contribuição na maior parte dos casos, que englobam atividades de baixo risco. 

 

Em médio e alto risco, os tempos mudam para 58 de idade e 20 de contribuição e 55 de idade e 15 de contribuição, respectivamente.

 

Também vale destacar a aposentadoria do servidor público, que com a reforma passou a ter como requisitos idades de 65 anos para homens e 62 para mulheres e tempo de contribuição geral de 25 anos, com 10 no serviço público e 5 no cargo de aposentadoria.

 

Para fazer o cálculo para aposentadoria em outras modalidades, não deixe de conferir o tempo de contribuição de outras aposentadorias na nossa página especial!

 

Como Calcular Quanto Tempo Falta Para Aposentar?

 

 

Como você viu, o uso da calculadora da aposentadoria é bem simples e pode te apontar facilmente quando você terá direito a sua aposentadoria.

 

O problema é que muitas pessoas não sabem exatamente quanto tempo de contribuição têm e, assim, não conseguem usar a calculadora aposentadoria nova previdência.

 

Uma dica nessa situação é conferir o seu Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS)

 

Ele é um documento previdenciário online que funciona como um banco de dados dos trabalhadores.

 

Lá, você conseguirá verificar seus empregos, contribuições e salários.

 

Mas saiba que nem sempre o seu CNIS estará totalmente correto. É possível que faltem informações ou até mesmo que algum dado esteja errado. 

 

Se você tiver alguma dúvida, a melhor opção é consultar um advogado previdenciário.

 

Ele poderá analisar detalhadamente o seu histórico, ajudar nas comprovações necessárias e fazer os cálculos corretos, simulando, inclusive, o valor do seu benefício.

 

Como Saber Qual o Valor da Minha Aposentadoria?

 

Depois da Reforma da Previdência, grande parte das modalidades ficou com o mesmo cálculo de aposentadoria: a por idade, a especial, a dos servidores públicos e até a por invalidez, por exemplo, entraram na mudança.

 

O valor do benefício delas é de 60% da média de todos os salários de contribuição desde 1994 mais 2% por ano de contribuição acima de 20, para homens, e de 15, para mulheres, até o limite de 100%.

 

Especificamente para os servidores públicos, será 2% ao ano que exceder 20 anos de tempo de contribuição tanto para homens, como para mulheres.

 

Se um homem contribuiu ao INSS durante 30 anos, por exemplo, o valor do seu benefício será de 80% (60% + 2% x 10 anos de contribuição acima de 20) da média de todos os seus salários desde 1994. 

 

Para entender esse cálculo em detalhes, confira esse outro post com um passo a passo de como calcular o valor da aposentadoria.

 

Como Calcular o Valor da Aposentadoria Pela Regra de Transição?

 

calculadora aposentadoria da nova previdência: como calcular?

 

 

Grande parte das regras de transição, criadas como um meio termo entre as normas antigas e a nova legislação previdenciária, acabaram ficando com o mesmo cálculo de valor das novas aposentadorias.

 

Ou seja, mesmo quem já contribuía antes da reforma, terá que calcular aposentadoria pela nova regra, de 60% da média dos salários mais 2% por ano de contribuição acima de 20 ou 15. As exceções são as regras com pedágio

 

No pedágio de 50%, o valor do benefício é calculado com a média de todos os salários de contribuição desde 1994 multiplicada pelo fator previdenciário.

 

Já no pedágio de 100%, o valor é de 100% da média de todos os salários desde 1994, sem redutores.

 

Quem Pode Se Aposentar Pela Lei Antiga?

 

A Reforma da Previdência trouxe muitas mudanças prejudiciais ao trabalhador. Não à toa, o número de aposentadorias concedidas sofreu uma grande redução. 

 

Em setembro de 2019, por exemplo, o total de aposentadorias concedidas foi de 152,2 mil, enquanto no mesmo mês de 2020 foram apenas 95,8 mil, uma queda de 37%, como aponta reportagem do G1.

 

Mas nem todos precisam se adequar às novas regras. Quem havia cumprido todos os requisitos para determinado tipo de aposentadoria antes da reforma têm direito adquirido

 

Isso significa que essa pessoa sempre terá direito ao benefício com as regras de cálculo e de valores antigas, não importando a data de solicitação junto ao INSS. 

Conclusão

 

O cálculo da aposentadoria é bastante complexo, seja quando falamos de tempo de contribuição ou mesmo de valores de benefícios. 

 

Para te ajudar a entender melhor a sua situação, vale a pena contar com o apoio da calculadora  aposentadoria, que faz simulações e aponta algumas opções de acordo com a sua condição.

 

Por outro lado, é fundamental que, na hora de planejar a sua aposentadoria, você tenha o apoio de um profissional especializado

 

Ele estudará bem o seu caso, levando em consideração questões específicas que podem não estar previstas em um simulador, além de indicar quais são as melhores possibilidades de acordo com as suas prioridades.

 

Se você quer entender melhor as vantagens de contratar um advogado previdenciário, acesse esse post e continue lendo nosso blog! 

 

 

 

 

 

 

Se inscreva no nosso blog.

E não perca nenhum conteúdo.