Atualizar o CNIS: saiba como fazer e entenda a importância

Você já conferiu se os seus dados estão corretos no site Meu INSS ou se você precisa atualizar o CNIS? Parece algo simples, mas é muito importante manter sempre os dados atualizados. É dessa forma que você possui acesso a todas as ferramentas que o INSS disponibiliza e também evita problemas futuros com o mesmo.

Quer saber como atualizar o CNIS e entender a sua importância? Acompanhe este texto até o final.

Entenda também o significado de outras siglas do INSS clicando aqui.

O que é e para que serve o CNIS

O CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) é um extrato que inclui informações sobre as contribuições ao INSS do segurado. Este documento é apresentado para ter acesso aos benefícios pagos pelo Instituto, como a aposentadoria.

Para o INSS, o CNIS é a base para verificar se o cidadão tem ou não direito ao benefício solicitado. Este é o primeiro motivo para que o segurado mantenha o CNIS atualizado, comparando com as informações da carteira de trabalho, por exemplo. Isso porque não é o segurado que lança os dados no CNIS, é o próprio INSS.

Entre os dados que constam no documento estão: 

  • Nome do empregador;
  • Período trabalhado;
  • Salário recebido;
  • Contribuições feitas em Guia da Previdência Social (GPS), seja por conta própria ou como prestador de serviço.

Além dessas, outras informações importantes também podem constar no CNIS. Com ele, ainda é possível:

  • Verificar se a empresa está repassando ao INSS o desconto que faz no holerite do funcionário;
  • Consultar se a empresa comunicou a baixa na carteira (CTPS);
  • Consultar se houve alguma falha na comunicação entre empresa e INSS;
  • Calcular o tempo de contribuição;
  • Calcular o valor do benefício;
  • Prever problemas que o segurado vai enfrentar ao requerer o benefício;
  • Adiantar levantamento de documentos que o INSS vai solicitar quando o benefício for requerido;
  • Verificar se o segurado tem mais de um NIT (Número de Registro do Trabalhador).

Como consultar o CNIS?

É possível consultar o CNIS pela internet, através do site ou aplicativo Meu INSS. Basta:

  • Fazer login no site ou aplicativo Meu INSS;
  • Clicar em “Do que você precisa?”;
  • Procurar por “extrato de contribuição” e selecionar o serviço;
  • Por fim, clicar em “Baixar PDF” e terá o extrato do CNIS em mãos.

Por que é importante conferir os dados no INSS?

O ponto mais importante em conferir os dados no INSS, ou seja, no CNIS, é na hora de solicitar auxílios e aposentadorias. Estar com os dados divergentes sobre períodos de contribuição, renda ou identificação dificultam bastante o processo para que o benefício seja aprovado.

O que pode acontecer também é que o benefício pode ser deferido com as informações erradas. Por exemplo, se algum período de contribuição for esquecido e o segurado for solicitar algum benefício, o INSS pode não considerar esse tempo de contribuição e nem os valores contribuídos no cálculo da renda.

Isso significa um valor de benefício menor do que aquele que o segurado realmente tem direito.

Documentos necessários

Alguns documentos são necessários para manter o CNIS atualizado. A carteira de trabalho deve sempre estar bem guardada e, quando houver troca de função, o RH da empresa deve ajustar a informação no documento. Números de CPF, NIS e PASEP precisam ser conferidos.

Comprovantes, holerites e qualquer outro documento que contenha informações sobre a função, renda e condições do ambiente de trabalho do segurado também são importantes. Além disso, os documentos de identificação também precisam estar atualizados, como a Carteira de Identidade que tem validade de 10 anos.

Como atualizar o cadastro?

Se o segurado encontrar alguma informação errada no CNIS, pode atualizar o cadastro sem sair de casa, de maneira online, pelo site Meu INSS. Para isso, é importante ter todos os documentos atualizados em mãos e ficar atento no passo a passo de como atualizar o CNIS pela internet. Confira:

Corrigir o CNIS pela internet

Para corrigir o CNIS pela internet, após a organização dos documentos, basta acessar o portal do Meu INSS, fazer o login e escolher a opção “Agendamentos/Solicitações”. 

Depois disso, clicar em “novo requerimento” no canto direito e depois pesquisar por “dados”. Caso o desejo seja apenas atualizar os dados cadastrais, será necessário clicar na primeira opção “atualização dos dados cadastrais”. 

É esse o serviço em que o segurado pode corrigir os dados cadastrais e de contato, além de atualização da atividade nos casos de Empregado Doméstico, Contribuinte Individual, Facultativo, ou Segurado Especial.

A última etapa é anexar todos os documentos atualizados. Todos eles devem estar legíveis, com uma boa fotografia ou cópia dos documentos. Não se deve cortar nenhuma informação ou deixar qualquer dado desfocado ou por fora. Os formatos devem ser em .pdf, .png, .bmp, .jpg, .jpeg, .tif ou .tiff, e cada um pode ter no máximo, 5 MB.

Mesmo que o processo seja online, o INSS irá solicitar que o segurado escolha uma agência de atendimento mais próxima dele ou da região. Isso é feito caso o mesmo precise comparecer presencialmente. Por fim, é só confirmar todas as informações e finalizar a solicitação para atualizar o CNIS.

O CNIS é importante para o cálculo do tempo de serviço. Confira como fazer esse cálculo clicando aqui.

O CNIS é um documento muito importante no processo de solicitar um benefício do INSS. O extrato conta com todas as informações da vida laboral do segurado. Por essas razões, é essencial atualizar o CNIS e também manter outros documentos atualizados que serão necessários para o processo.

Ficou com alguma dúvida sobre se atualizar o CNIS? Compartilhe conosco aqui nos comentários. E lembre-se: a CMP Advocacia está à disposição para lhe auxiliar com todas as suas necessidades previdenciárias.

 

Se inscreva no nosso blog.

E não perca nenhum conteúdo.